quinta-feira, 21 de maio de 2009

Uma linda história

Eu tenho uma querida cunhada de nome Lila que sempre nos brinda (a mim e minha mulher) com e-mails super edificantes. O último que recebemos é simplesmente maravilhoso! Aí está, na íntegra, para abençoar todos os amigos do netgospel.com.br. É uma história verídica, narrada por JOHN POWELL, s.j., professor de Teologia da Fé, da Loyola University de Chicago, EUA.
“Um dia, há muitos anos atrás, eu estava de pé na porta da sala, esperando meus alunos entrarem para nosso primeiro dia de aula do semestre. Foi aí que vi Tom, pela primeira vez.
Não consegui evitar que meus olhos piscassem de espanto. Ele estava penteando seus cabelos longos e muito louros que batiam uns vinte centímetros abaixo dos ombros. Eu nunca vira um rapaz com cabelos tão longos. Acho que a moda estava apenas começando nessa época. Mesmo sabendo que o que importa não é o que está fora, mas o que vai dentro da cabeça, naquele dia eu fiquei um pouco chocado. Imediatamente classifiquei Tom com um “E” de estranho... muito estranho!
Tommy acabou se revelando o “ateista de plantão” do meu curso de Teologia da Fé. Constantemente, fazia objeções ou questionava sobre a possibilidade de existir um Deus–Pai que nos amasse incondicionalmente. Convivemos em relativa paz durante o semestre, embora eu tenha que admitir que, às vezes, ele era bastante incômodo. No fim do curso, ele se aproximou e me perguntou, num tom ligeiramente irônico:
- O senhor acredita mesmo que eu possa encontrar Deus algum dia?
- Não, eu não acredito! Respondi.
- Ah! - ele respondeu – Pensei que era este o produto que o senhor esteve tentando nos vender nos últimos meses.
Eu deixei que ele se afastasse um pouco e falei, bem alto: ‘eu não acredito que você consiga encontrar Deus, mas tenho absoluta certeza de que Ele o encontrará um dia’.
Ele deu de ombros e foi embora da minha sala e da minha vida. Algum tempo depois soube que Tommy tinha se formado e, em seguida, recebi uma notícia triste: ele estava com um câncer terminal. E, antes que eu resolvesse se ia à sua procura, ele veio me ver. Quando entrou na minha sala, percebi que seu físico tinha sido devastado pela doença e que os cabelos longos não existiam mais, devido à quimioterapia. Entretanto, seus olhos estavam brilhantes e sua voz era firme, bem diferente daquele garoto que conheci.
- Tommy, tenho pensado em você. Ouvi dizer que está doente! – falei.
- Ah, é verdade, estou seriamente doente. Tenho câncer nos dois pulmões. É uma questão de semanas, agora.
- Você consegue conversar bem a esse respeito? – perguntei.
- Claro, o que o senhor gostaria de saber?
- Como é ter apenas vinte e quatro anos e saber que está morrendo?
- Acho que poderia ser pior. – respondeu.
- Como assim? – perguntei.
- Bem, - respondeu – Eu poderia ter cinqüenta anos e não ter noção de valores ou ideiais, ou ter sessenta anos e pensar que bebida, mulheres e dinheiro são as coisas mais ‘importantes’ da vida.
Lembrei-me da classificação que atribui a ele: ‘E’ de ‘estranho’; (parece que as pessoas que recebem classificações desse tipo, são enviadas de volta por Deus para que eu possa repensar o assunto).
- Mas a razão pela qual eu realmente vim vê-lo – disse Tom – foi a frase que o senhor me disse no último dia de aula.
Ele se lembrava!... (pensei) - Tom continuou:
- Eu lhe perguntei se o senhor acreditava que eu encontraria Deus algum dia e o senhor respondeu ‘Não’, o que me surpreendeu. Em seguida, o senhor disse, ‘mas Ele o encontrará’. Eu pensei um bocado a respeito daquela frase, embora na época não estivesse muito interessado no assunto. Mas quando os médicos removeram um nódulo da minha virilha e me disseram que se tratava de um tumor malígno, comecei a pensar com mais seredade sobre a idéia de procurar Deus. E, quando a doença se espalhou por outros órgãos, eu comecei realmente a dar murros desesperados nas portas de bronze do paraíso. Mas Deus não apareceu. De fato, nada aconteceu. O senhor já tentou fazer alguma coisa por um longo período, sem sucesso? A gente fica cansado, desanimado. Um dia, ao invés de continuar atirando apelos por cima do muro alto atrás de onde Deus poderia estar... ou não... eu desisti, simplesmente. Decidi que, de fato, não estava me importando... com Deus, com uma possível vida eterna ou qualquer coisa parecida. E decidi utilizar o tempo que me restava fazendo alguma coisa mais proveitosa. Pensei no senhor e nas suas aulas e me lembrei de uma coisa que o senhor havia dito noutra ocasião: ‘A tristeza mais profunda, sem remédio, é passar pela vida sem amar. Mas é quase tão triste passar pela vida, e deixar este mundo sem jamais ter dito às pessoas queridas o quanto você as amou’. Então resolvi começar pela pessoa mais difícil: meu pai. Ele estava lendo o jornal quando me aproximei dele: ‘Papai’... eu disse. ‘Sim, o que é’? – ele perguntou, sem baixar o jornal. ‘Papai, eu gostaria de conversar com você’. ‘Então fale’... ‘É um assunto muito importante!’ O jornal desceu alguns centímetros, vagarosamente. ‘O que é’? - ‘Papai, eu o amo muito... Só queria que você soubesse disso”. O jornal escorregou para o chão e meu pai fez duas coisas que eu jamais havia visto: ele chorou e me abraçou com força. Conversamos durante toda a noite, embora ele tivesse que ir trabalhar na manhã seguinte. Foi tão bom poder me sentar junto do meu pai, conversar, ver suas lágrimas, sentir seu abraço, ouvi-lo dizer que também me amava!... Foi uma emoção indescritivel! Foi mais fácil com minha mãe e com meu irmão mais novo. Eles choraram também e nós nos abraçamos e falamos coisas realmente boas uns para os outros. Falamos sobre as coisas que tínhamos mantido em segredo por tantos anos, e que era tão bom partilhar. Só lamentei uma coisa: que eu tivesse desperdiçado tanto tempo, me privando de momentos tão especiais. Naquela hora eu estava apenas começando a me abrir com as pessoas que amava. Então, um dia, eu olhei, e lá estava ELE. Ele não veio ao meu encontro quando Lhe implorei. Acredito que estava agindo como um domador de animais que, segurando um chicote, diz: - Vamos, pule! Eu lhe dou três dias... três semanas... Parece que Deus não se deixa impressionar. Ele age a Seu modo e a Seu tempo. Mas o que importa é que Ele estava lá. Ele me encontrou... O senhor estava certo. Ele me encontrou mesmo depois de eu ter desistido de procurar por Ele.
- Tommy – eu disse, bastante comovido - o que você está dizendo é muito mais importante e muito mais universal do que você pode imaginar. Para mim, pelo menos, você está dizendo que a maneira certa de encontrar Deus, não é fazendo dEle um bem pessoal, uma solução para os nossos problemas ou um consolo em tempos difíceis, mas sim, se tornando disponível para o verdadeiro Amor. O Apóstolo João disse isto: “Deus é amor e aquele que vive no Amor, vive com Deus e Deus vive com ele’.
- Tom, posso pedir-lhe um favor? Você sabe que me deu bastante trabalho quando foi meu aluno. Mas (aos risos) agora você pode me compensar por aquilo. Você viria à minha aula de Teologia da Fé e contaria aos meus alunos o que você acabou de me contar? Se eu lhes contasse não seria a mesma coisa, não tocaria tão fundo neles!
- Oooh!... eu me preparei para vir vê-lo, mas não sei se estou preparado para enfrentar seus alunos.
- Então, pense nisto. Se você se sentir preparado, telefone para mim.
Alguns dias mais tarde, Tom telefonou e disse que falaria com minha turma. Ele queria fazer aquilo por Deus e por mim. Então, marcamos uma data.
Mas o dia chegou... e ele não pode vir.
Ele tinha outro encontro, muito mais importante do que aquele. Ele se foi... Tom havia dado o grande passo para a verdadeira realidade. Ele foi ao encontro de uma nova vida e de novos desafios. Antes dele morrer, ainda conversamos uma vez.
- Não vou ter condições de falar com sua turma, - ele disse.
- Eu sei, Tom.
- O senhor falaria com eles por mim? O senhor falaria... com todo mundo por mim?
- Vou falar, Tom. Vou falar com todo mundo. Vou fazer o melhor que puder.
Portanto, a todos vocês que foram pacientes, lendo esta declaração de amor tão sincera, obrigado por fazê-lo.
E a você, Tommy, onde quer que esteja, aí está: Eu falei com todo mundo... do melhor modo que consegui. E espero que as pessoas que tiveram conhecimento desta história, possam contá-la aos seus amigos, para que mais gente possa conhecê-la...”
Para você que leu... RETRANSMITA!
“Não diga para Deus que você está com um grande problema. Diga para seu problema que você tem um grande Deus!”

Porque eu não dou dizimo?

Não dou porque entrego; o dízimo não é meu, é do Senhor. Entrego de volta com alegria, fé e gratidão pelos 90% que ele me Deus. Lembro-me da minha época de novo convertido. Como era difícil devolter estes míseros 10% ao Senhor. Ah, como eu pequei naqueles primeiros meses. Priorizei minha vida, priorizei minhas vontades. Quando conseguia entregar o dízimo do Senhor, me sentia um coitado, e ficava pensando no que poderia ter feito com aquele dinheiro.
Como qualquer infiel, eu criava diversas justificativas lógicas e teológicas para explicar que não deveria entregar o dízimo. Muitos até concordavam com meus argumentos; mas um dia descobri algo tremendo:
Dizimar faz bem. É maravilhoso dizimar. Quando recebo meu pagamento, ou recebo qualquer outro dinheiro mediante a serviços prestados ou oferta recebida, fico "ansioso" para chegar o momento de entregar nas mãos de Deus aquilo que é Dele.
Na verdade, enquanto aquele dinheiro está comigo, me sinto mal. Sei que você também se sentiria mal se alguém de extrema importância lhe confiasse guardar uma parcela de seus bens. Você ficaria preocupado e ansioso pela chegada deste alguém, para entregar-lhe devolta a sua propriedade.
Desde que me tornei dizimista fiel, nunca mais fui desamparado. Fiquei 1 ano desempregado, porém eu e minha esposa nunca ficamos sem comer, nos vestir; pagamos todas as nossas despesas diariamente, inclusive nosso aluguel (e algumas mordomias).
Do pouco que recebia com meus trabalhos "free-lancer", eu fazia questão de dizimar, e até ofertar.
Hoje sei, uma das melhores coisas que podemos fazer enquanto cristãos, é ser dizimistas fiéis. Somos fiéis a Deus, porque Ele é fiel a nós.
Nunca vi um justo desamparado, e nem a sua descendência mendigar o pão!

Testemunho Pastora Janethi T. de Menezes

Já fui curada de câncer, 2 vezes na minha vida, a medicina me trouxe este diagnóstico, mas eu rejeitei, eu orei, lutei, juntamente com nossos amigos, porquê eu sabia, que não era o meu tempo de morrer. Tive a Cristiane e o médico me proibiu de ter mais filhos e aí a última vez, que aconteceu, eu estava pra internar e tirar o útero, mas na hora de internar pra operar, o médico me olhou e disse não acreditar, que eu tivesse com a doença e que queria fazer outro ultra som, eu já tinha vários em minhas mãos. Mas este deu um resultado inesperado, não havia mais câncer e eu estava grávida. Dois dias antes, eu estava num culto, ninguém me conhecia e uma mulher me disse:-Ei você, Deus manda te dizer, que esta enfermidade era pra morte, mas ele hoje te dá o escape e o escape, foi a gravidez.
Mas não fica por aí, a palavra diz que o nosso adversário, anda ao derredor, bramando como um leão, procurando quem possa tragar... E durante os 6 meses de gravidez, ele tentou provocar o meu aborto, mas nós cercamos a gravidez, com oração. Aos 6 meses de gravidez, tive eclâmpsia e fiquei fechada num quarto escuro, com fortes dores de cabeça, vomitando e passando cada vez mais mal, até que o médico, chamou o meu marido e disse ter que fazer uma cirurgia rápida, pois não havia garantia de salvação, pra mãe e filha.
A família toda se reuniu, chorando muito e eu fui sem saber o que estava acontecendo para o bloco cirúrgico. Permitiram que o meu marido assistisse o parto, pois segundo eles, talvez eu não resistisse, ele entrou tão nervoso, que não percebeu que ao invés da bíblia, para me ler os salmos, pra me acalmar, ele levou o cantor cristão e o tempo todo, ficou com ele aberto de cabeça pra baixo sem notar, estava desesperado, arrazado...
Mas, nem homens, nem demônios, podem frustrar os planos de Deus pra nós. Eu saí do bloco cirúrgico, com minha filha e ela nem precisou ficar na estufa, louvores e honra sejam dados ao Senhor, enquanto eu viver.
A Poliane, cresceu, continuamos fazendo a obra, mas desde que me casei, pedia ao Senhor, um filho e um dia ele disse ao meu coração, que me daria um menino e o nome dele, seria Samuel (pedido a Deus) e eu agarrei a promessa e veio o meu pequeno Samuel.
Deus é fiel , mas temos um adversário, lembra Daniel?? Ele esperava algo de Deus, orou por 21 dias, depois o anjo veio e disse a ele, que desde o primeiro dia, que ele começou a orar, Deus mandou a resposta, mas o anjo teve que lutar, com o prínicipe pra chegar até Daniel, o que fortaleceu o anjo, foi que Daniel, não parou de orar, perseverou até o fim.
Samuel nasceu e com 30 dias, o levei ao posto para tomar a BCG (vacina), ele tomou, mas chegou em casa vomitando, com diarréia, e só dormindo. Passamos uma semana, por todos os hospitais de Belo Horizonte, os médicos constatavam ser uma pequena virose e voltávamos pra casa. Nisso chega um cunhado nosso dos EUA ,que é médico, quando viu o Samuel, ele já estava verdinho e muito magrinho, mas o adversário, estava cegando os médicos, ele nos fez tirar fotos com o menino, pensando que não o veríamos mais com vida.
Chegando no Hospital, ele foi levado direto ao CTI, entrou em coma e alí ficou por 8 dias. Estava perdendo o meu pequeno Samuel, fiquei com ele, apenas trinta dias e ele estava morrendo...
Numa noite a médica ligou, disse que ele estava morrendo, que era para nos prepararem, nós ouvimos a conversa pela extensão do telefone e eu e meu esposo, corremos para um local isolado, para orarmos. Alí naquele local, choramos, rolamos na terra, e clamávamos ao Senhor, não leve o nosso filho Senhor, tu nos deste, lembra?... voltamos pra casa, mas meu esposo não conseguiu ficar em casa.
A casa estava cheia de parentes e amigos, que já estavam se preparando para um velório, a morte já estava alí por perto, parecia o fim... Mas meu marido foi ao monte, chegando lá, ele orava sozinho e o Senhor falou ao teu coração:- Desce, que eu já te entreguei a benção!!!
Ele pensou que por causa do cansaço, estava ouvindo coisas, falou de novo ao coração dele e ele acabou indo embora.
Quando já havia descido quase todo o monte, passou por um grupo de evangélicos, que oravam e do meio deles, alguém gritou bem alto: -Desce que eu já te entreguei a benção. Era a confirmação do Senhor.
Chegou em casa, ela estava repleta de pessoas, todos agarrados ao telefone e ele disse: - Amor, vai cedo ao hospital, porque o Samuel foi curado, era 4:00 horas da manhã.
Quando cheguei ao hospital, as enfermeiras não entendiam nada, disseram que o Samuel, saiu do coma as 2:00 hs da manhã e chorou muito de fome, mamou 200grs, depois de 8 dias, desacordado e estava muito bem. DEUS E TREMENDO!!!! DEUS E FIEL!!!!!!!!!
Lembro-me, como se fosse hoje, uma enfermeira arrumava o berçário e disse, que o doente quando entra em fase terminal, ele costuma ter melhoras súbitas, mas são melhoras pra morte. Eu não recebi aquelas palavras, eu sabia que Deus o tinha curado.
Os médicos disseram que ele poderia ficar retardado, era pra observa-lo, até que fizesse um ano, pois estava com SEPTICEMIA, uma infecção generalizada e não tinha anticorpos, para resisti-la.
Meu filho, foi curado.
Enquanto eu estava no hospital, o Senhor deu uma visão ao meu marido: Disse a ele, que nunca mais seríamos os mesmos e que aonde fôssemos, levantaríamos intercessores.
Nós havíamos, prometido ao Senhor, que se nosso filho fosse curado, iríamos levantar um exército de intercessores, levaríamos a mensagem de avivamento, por onde quer que fôssemos.
Já faz 12 anos, que tudo aconteceu, já mudamos 27 vezes, aonde vamos anunciamos, que Jesus é real e ele pode mudar qualquer história.

Entende, porque não posso me calar?Você pode todas as coisas, naquele que te fortalece. Acredite, Deus pode mudar a sua história. Com amor do nosso Senhor Jesus Cristo

terça-feira, 12 de maio de 2009

Gula, o que é isto?


Gula é o consumo excessivo de alimentos ou bebidas. O consumo descontrolado, ou seja fora de hora, ou em grande quantidade é prejudicial à saúde. Nas festas Romanas (Rm.13.13) a prática da gulodice era uma constante, pois eles eram um povo festivo e que freqüentavam mais de uma festa no mesmo dia. Caso não comesse daquela fartura oferecida pelo anfitrião, seria uma ofensa, por tanto ele ia à primeira festa, comia e bebia de tudo e ao chegar na segunda festa o mesmo provocava o vomito, introduzindo o dedo indicador na garganta para que pudesse comer nesta segunda festa tudo que lhe fosse oferecido.

Talvez pareça difícil acreditar que em pleno século XX exista alguém que pratique tal ato, mas acredite, a famosa atriz Jane Fonda diz que o maior prazer dela é sentir o paladar de uma boa comida ou bebida e com isto ela confessa ser praticante da Gula.

Em I Pe.4.3 - “Porque é bastante que no tempo passado tenhais cumprido a vontade dos gentios, andando em dissoluções, concupiscência, borrachices, glutonarias, bebedices...”

Hoje, sendo uma nova criatura, temos que educar nosso organísmo adaptando-se a um novo hábito alimentar, fazendo as refeições necessárias para manutenção do fisiológico. Quando consumimos carne, leva-se por todo processo digestivo desde a mastigação devendo-se faze-la 32 vezes, depois a saliva, e por fim o suco gástrico, o período é de 48 horas, sendo que as demais alimentações 24 horas. A carne do porco não é proibida comer, não é isto que diz a Bíblia, mais alerta que ela pode causar doenças irreparáveis, devido o porco

ser um animal que não transpira e por esta razão toda impureza fica impregnada em sua roupagem provocando as doenças de citisicose e tenea sóles, isto é um verme que vai comendo tudo por dentro. Para você ter uma idéia, até a carne de um cachorro é mais limpa que a do porco devido ao cachorro transpirar pela língua. (Lv.11.7, Dt. 14.8, Is.65.4; 66.17)

Mas voltando ao assunto sobre a gula, quando o alimento é demasiado, ocorre alterações orgânicas e desequilíbrio de composições químicas produzidas pelo nosso próprio corpo, levando o indivíduo a sofrer um Infarto do Miocárdio, Hipertensão, entre outras que pode levar ao óbito. Temos o exemplo prático onde nosso organísmo produz 70% de Lipídeos (gordura/colesterol) e 30% é ingerido através da alimentação, porém quando se consome um grande volume de frituras ou alimentos ricos em lipídeos, pode provocar o entupimento das artérias (vasos sangüíneos) levando a necrose (morte dos tecidos) ocasionando a trombose e consequentemente o infarto localizado.

Portanto seja zeloso com o corpo que Deus te deu e cuide bem dele pois és santuário de Deus, habitação de seu Espírito.

Quero EMAGRECER(fazendo as pazes comigo)

A questão da obesidade ultrapassa - em muito - o aspecto meramente estético. Não se trata apenas de “querer estar em forma”, ou de ter (ou não) uma barriga “tanquinho”. A questão avança para a saúde e qualidade de vida.

A obesidade – excesso de peso corporal, aumento da reserva natural de gordura – tem sido discutida em várias esferas, e parece comprovado que os obesos se sentem prejudicados, reprovados e mesmo discriminados diante da vida. Já fisicamente, muitos tem pressão alta, diabetes, doenças cardiovasculares.

Porém, muitas pessoas de aspecto esbelto também sofrem hoje com diversos desequilíbrios. Há gente muito “bela”, mas com colesterol e triglicídeos altos. Há ainda os que sofrem de bulimia, anorexia, sentindo-se – dia após dia – infelizes.

A medicina e a farmacologia trabalham com denodo na solução dos problemas físicos e, de fato, alguns avanços aconteceram.

Mas será a obesidade um mero fato físico, derivado da genética, da ociosidade e da ingestão de alimentos inadequados, como aqueles bolos e bolachas deliciosos, repletos de gordura trans?

Há quem afirme que a ansiedade, a falta de motivação e os problemas emocionais são vilões tão prejudiciais, ou piores, que os descritos anteriormente.

Pensando assim, deveríamos buscar as fontes das soluções, como viver melhor, comer melhor, fazer exercícios regularmente, seguir uma dieta, buscar a orientação dos médicos e equacionar nossa alma.

O sábio Salomão diz: “De tudo que deves guardar, guarda seu coração, pois dele procedem as saídas da vida.”

Olhando de outra forma, é bem possível que tenhamos neste mundo mais “obesos espirituais” que físicos.

Pessoas que não se importam com suas ligações eternas, deixando de lado o DNA espiritual, que cabe aos filhos de Deus.

Eles se alimentam de tudo que é inútil para a alma: ódio, rancores, tristezas, medo, orgulho, mentira.

Ficam o tempo todo assistindo as tragédias que os cercam - derrotados em seus corações, como uma pessoa quer quer perder peso, mas não quer mudar de padrão, e fica o dia todo na frente da TV, comendo sem parar.

Parece interessante que você faça uma avaliação de sua possível obesidade espiritual, tome os “remédios” de Deus, e entre em ação na prática do bem.

Alimente-se da verdade, do amor, do respeito, do perdão e da beneficência, e logo será um atleta espiritual e, por que não, também um atleta físico, pois a paz interior ajuda-nos em tudo, até na determinação de perder uns quilinhos.

O coração alegre aformoseia o rosto; mas pela dor do coração o espírito se abate. Provérbios 15:13 

Pérolas Diárias

"Ditas estas palavras, foi Jesus elevado às alturas, à vista deles, e uma nuvem o encobriu dos seus olhos." Atos 1.9

A fim de provar o quanto a ressurreição foi real, Jesus permaneceu quarenta dias sobre a terra e se manifestou a muitas testemunhas. Depois Ele foi tomado de seu meio. Para seus discípulos, esses quarenta dias foram como uma escola de fé onde aprenderam a crer na realidade da ressurreição de Jesus. Nosso bendito Senhor também esteve quarenta dias numa "escola de fé" no deserto e deu provas da Sua obediência. Mas depois subiu do Monte das Oliveiras ao céu. O que aconteceu durante a ascensão do Senhor nunca poderemos descrever. Somente a fé imagina o desenrolar dos fatos. Primeiro houve a travessia triunfal da esfera das trevas. Aqui devemos ter em mente o que Paulo disse mais tarde em Efésios 6.12, ou seja, que os principados e potestades estão nas regiões celestes abaixo do céu. Quando o Senhor Jesus subiu ao céu através dessas regiões, todos estes principados e poderes das trevas ficaram imobilizados, pois o Salmo 68 diz: "...levaste cativo o cativeiro." Isso não significa nada menos que o Vencedor do Calvário tomando em Seu poder os poderes infernais por ocasião da Sua ascensão ao céu. E o episódio final que fecha Sua ascensão ao céu foi Ele se assentando à direita da majestade de Deus.


segunda-feira, 11 de maio de 2009

Pérolas Diárias

"...Tal como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos." Mateus 20.28

O quinto princípio da natureza de Jesus é o serviço santo em favor ao próximo. "...Sede, antes, servos uns dos outros, pelo amor." O próprio Jesus é a fonte. Ele nos amou muito! O maior culto de adoração a Deus é a entrega da própria vida. Servir ao Senhor significa seguir pelo caminho mais humilde, não esperar nenhum reconhecimento, nenhuma recompensa, nenhum agradecimento, mas simplesmente servir, porque Jesus serviu você. Isso é servir vitoriosamente!

Vejamos o sexto princípio: "Antes sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus em Cristo vos perdoou." Você perdoou o seu próximo de todo o coração, da mesma forma que o Senhor perdoou você? Eu não duvido que feriram você, que não fizeram caso de você, que você foi deixado de lado. Você já perdoou de coração? Que atmosfera abençoada produz a amizade sincera e pura! Ela estava presente quando Jesus era hóspede de Lázaro, Marta e Maria, e Maria ungiu os pés de Jesus com um perfume precioso: "...e encheu-se toda a casa com o perfume do bálsamo." Quando alguém entra em sua casa, consegue perceber se este glorioso perfume da amizade cordial enche seu lar!

Pérolas Diárias - 10 de Maio

"Portanto cada um de nós agrade ao próximo no que é bom para edificação." Romanos 15.2

Aqui temos um terceiro princípio da natureza de Jesus. Repare no que é bom, veja o que é santo, o que é eterno no seu próximo e se comporte diante dele de acordo com isso. Em poucas palavras: ser apagado, anular-se a si mesmo, no bom sentido, significa estimular o outro para o bem e para um crescimento cada vez maior.

E disso resulta o quarto princípio: a disposição para carregar fardos. "Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo." Mas de onde surgem os problemas e as áreas de atrito no seu relacionamento com o próximo? Somente no fato de você querer receber ao invés de dar. Você espera algo de seu próximo enquanto ele espera algo de você. Você quer receber amor da parte dele, enquanto ele procura muito uma manifestação do amor de Jesus Cristo em sua vida. Pense agora em como você poderia aliviar a vida de seu próximo no seu dia-a-dia. "Imagine!", diz você, "já ando sobrecarregado com meu próprio fardo!" Então olhe para Jesus e apodere-se da natureza dEle! Desta maneira, você terá condições de ajudar a levar as cargas dos outros e ao mesmo tempo você será abençoado. Jesus deu. Ele deu sempre. Ele deu tudo. Ele deu Sua vida. Ele levou nossas cargas. Ele carregou nossos pecados. Ele carrega você até à velhice, até você ficar com cabelos bem branquinhos!


sábado, 9 de maio de 2009

Pérolas Diárias

"...Por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo." Filipenses 2.3

Através do nosso relacionamento com os outros demonstramos se de fato temos a índole de Jesus em nós. Peço-lhe que você examine este relacionamento pelos princípios bíblicos manifestos no caráter de Jesus:

1. Humildade: essa não é uma virtude, mas é o próprio fundamento da natureza de Jesus. Ele diz: "...sou manso e humilde de coração." Somente temos e conservamos verdadeira humildade quando nos encontramos na presença imediata do Deus santo. Somente assim seremos capazes de considerar o outro superior a nós mesmos. Aquele que se reconhece à luz da majestade de Deus sempre considera a qualidade espiritual do próximo superior à própria vida de fé. Por isso, o orgulho espiritual é a maior ilusão que existe, é uma grande auto-sugestão.

2. Amor fraternal: este princípio da natureza de Jesus está intimamente relacionado com o primeiro: "Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros." Aquele que pratica esse amor honra o Senhor na pessoa do seu próximo. Procurando ter comunhão espiritual, essa pessoa prefere cada irmão e cada irmã em honra, vê e honra o Senhor na pessoa de seu próximo. Esse respeito e essa consideração pelos outros também se manifestam no fato de você não falar demais de sua própria religiosidade e de suas experiências espirituais.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Sentido da Vida


...sempre preocupou a humanidade. "Por que vivo?", "Qual a razão da vida?", "Qual o objetivo de viver?"

Mary Roberts Rinehart disse sobre o sentido da vida: "Um pouco de trabalho, um pouco de sono, um pouco de amor, e tudo acabou." • Edmund Cooke afirmou: "Nunca vivemos, mas sempre temos a expectativa da vida." • Colton: "A alma vive aqui como numa prisão e é liberta apenas pela morte." • Shakespeare: "Viver é uma sombra ambulante." • R. Campbell: "Viver é um corredor empoeirado, fechado de ambos os lados." • Rivarol: "Viver significa pensar sobre o passado, lamentar sobre o presente e tremer diante do futuro."

Será que todas essas não são afirmações bastante amargas e desanimadoras sobre o sentido da vida? Parece que todos falam apenas de existir e não de viver verdadeiramente.

Jesus tocou no âmago da questão ao dizer: "Eu sou... a vida" (João 14.6). Por isso o apóstolo Paulo escreveu sobre o sentido da sua vida: "Porquanto, para mim o viver é Cristo" (Filipenses 1.21). Por isso, também o apóstolo João começou sua primeira epístola com as palavras: "O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos próprios olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos apalparam, com respeito ao Verbo da vida (e a vida se manifestou, e nós a temos visto, e dela damos testemunho, e vo-la anunciamos, a vida eterna, a qual estava com o Pai e nos foi manifestada)" (1 João 1.1-2).

Uma revista esportiva resumiu da seguinte forma a vida de um famoso ex-treinador e comentarista esportivo:

Eu acreditava que 20 anos de fama bastariam... talvez ganhar três campeonatos e então, no auge, com 53/54 anos, parar... Depois eu pretendia recuperar tudo o que tinha perdido, por causa do muito tempo que estive viajando... Agora tudo parece tão sem sentido... Mas aquela ânsia incontrolável de conquistar o mundo não podia ser freada... Ao se ficar doente, chega-se à conclusão: "o esporte não significa mais nada" – esse pensamento é simplesmente terrível.

Alguém disse certa vez: "Qual o significado da vida, quando ela se torna ‘antigamente’?" Sem Jesus, que é a vida em todo o seu significado presente e eterno, a vida na terra oferece no máximo "sucesso vazio", e mesmo esse se esvai no final como areia entre os dedos. Por isso, dê ouvidos à voz de Jesus, que resume o sentido da vida numa única frase: "E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste" (João 17.3).

Desemprego


O desemprego traz consigo várias aflições e provações e normalmente também uma profunda crise emocional. De maneira nenhuma queremos minimizar tudo isso, mas desejamos animá-lo! Encorajá-lo a lançar todas as suas ansiedades sobre o Senhor Jesus Cristo, pois está escrito: "lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós" (1 Pe 5.7). Você notou que este pequeno versículo contém uma exortação e uma promessa? A exortação é: "lançando sobre ele toda a vossa ansiedade." Portanto, não devemos entregar-Lhe as ansiedades de maneira vacilante ou até com dúvidas, mas devemos literalmente lançá-las sobre Ele! Isto quer dizer: distanciar-se delas de maneira decidida. E a promessa é: "porque ele tem cuidado de vós." O próprio Senhor sabe o que é o melhor para você, pois Ele sempre tem em mente o que é melhor para sua vida! Porém, às vezes temos muitas dificuldades em entendê-lo e em nos firmarmos pela fé nessa verdade espiritual. Por quê? Porque em nossa miopia humana sempre pensamos que o melhor é "ter o sol brilhando a cada dia". De maneira nenhuma! São justamente os caminhos profundos que nos levam à comunhão dos Seus sofrimentos e, assim, a uma comunhão mais íntima com o Senhor!

Por isso, lance suas ansiedades sobre Ele e confie nEle! Isto não quer dizer que você deva cruzar os braços e deixar de procurar emprego! Lançar sobre Jesus todas as nossas ansiedades não significa que devemos resignar-nos e agarrar-nos em nossas idéias pré-concebidas sobre o que fazer ou deixar de fazer. Significa: "Senhor, eu lanço todas as minhas ansiedades sobre Ti e peço-Te: Guia-me segundo a Tua vontade e protege-me de caminhos errados". Quem confia no seu Senhor de maneira absoluta e fica atento à Sua direção, no final poderá exclamar com Davi: "...o Senhor me ouve quando eu clamo por ele" (Sl 4.3b). Pois: "O caminho de Deus é perfeito; a palavra do Senhor é provada; ele é escudo para todos os que nele se refugiam" (2 Sm 22.31).

Pérolas Diárias

"Pela fé peregrinou na terra da promessa..." Hebreus 11.9

A vinda de Jesus atingirá dois grupos de crentes que estarão na presença do Senhor naquela ocasião: de um lado estarão aqueles que se apoiavam em experiências religiosas, mas não faziam a vontade do Pai, e do outro lado estarão aqueles que O serviam em obediência fiel até Ele voltar. Do primeiro grupo, Ele se afasta com as palavras: "Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade." Mas, ao segundo grupo, Ele diz: "Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei: entra no gozo do teu Senhor." Por isso peço que você se examine e veja se você é um forasteiro, que, pela fé, vai ao encontro de Jesus pelo caminho estreito. Se esse for o seu caso, grandes e poderosas ferramentas espirituais estão à sua disposição, capacitando-o a seguir adiante com perseverança nesse caminho:

1. A vigilância e a oração ao Senhor: "Vigiai, pois, a todo tempo, orando..."

2. A espera pelo Senhor: "...semelhantes a homens que esperam pelo seu senhor..."

3. A permanência no Senhor: "Filhinhos, agora, pois, permanecei nele..."

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Pérolas Diárias

E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro." 1 João 3.3

Existe um esquecimento que é fatal! "...Esquecido da purificação dos seus pecados de outrora." Você sente que não consegue mais se aproximar de Jesus? Todas as suas orações não adiantam nada? Não há bênção nem frutos em sua vida espiritual? Eis aqui a razão: no caminho ao encontro de Jesus você ficou atolado em pecados dos quais não foi purificado. O precioso sangue do Cordeiro também purifica esses pecados que você já carrega há muitos anos, se você os confessar em verdadeiro arrependimento. Então, depois de ter sido purificado dos pecados do passado, você não se aproxima do Senhor apenas cronologicamente, mas interiormente você se chegará cada vez mais a Ele. Em seu coração aumentará a saudade por Ele, e você clamará: "Vem logo, Senhor Jesus"!

A purificação de pecados significa ficar livre para poder seguir adiante; a santificação é o próprio avançar na vida de fé. Pela purificação dos pecados de outrora você reconhece a Jesus e consegue enxergar o alvo que deve atingir. Pela santificação, você segue em direção a Jesus. O homem purificado de pecados se torna disposto a dizer: minha vida está à disposição de Jesus! E quando essa pessoa penetra no mistério da santificação, consegue testemunhar: "...para mim o viver é Cristo."

quarta-feira, 6 de maio de 2009

"Deus não existe. Rasgo minha Bíblia!"

São as primeiras coisas que falamos ou pensamos quando nos chega uma crise, seja espiritual, financeira, familiar etc. O crente gosta de concluir com rapidez: "Se isto está acontecendo comigo, Deus não existe. Se isto está acontecendo comigo, a Bíblia está mentindo".Gostaria de dizer que Deus existe sim. E vai continuar existindo... independente do que aconteça neste mundinho nojento em que nós vivemos, que jaz totalmente no maligno. E mesmo que Deus que aconteça uma guerra em frente a sua casa, ou você perdesse o emprego, um filho, e tudo mais o que você pensar, tudo num dia só, Deus continuaria existindo. E ainda mais, Ele é totalmente Soberano.Está acontecendo uma guerra no Oriente. Houve um Tsunami no ano passado. As Torres Gêmeas viraram pó em 2001. Você poderia me perguntar: "Onde estava Deus?". A minha resposta seria: "Deus existe, e vai continuar existindo... independente da maldade do homem". Ele é o mesmo ontem, hoje e sempre. Ha ha... isso é tão verdade que chega a doer, pois a culpa é toda nossa - dos seres humanos.E ainda digo mais: Deus existe e é digno de toda adoração e louvor debaixo do céu e da terra, independente do que aconteça neste mundo sujo e vil. Então o nosso dever não é questionar a Deus, é adorá-Lo. Mesmo que um câncer esteja nos corroendo, nossas empresas estejam falidas, nossa nação mergulhada na corrupção... mesmo assim, precisamos erguer adoração a Deus. Ele Reina absoluto. Ele é Deus.Então pare de murmurar por causa da sua condição, simplesmente adore! A adoração vai mudar alguma coisa em minha vida??? Adore a Deus verdadeiramente e veja você mesmo!Sim, Deus existe... e não rasgo minha Bíblia! Tenho dito.

Pérolas Diárias

"Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações, e tanto mais quanto vedes que o dia se aproxima." Hebreus 10.25


Que dia que se aproxima? O dia da vinda de Jesus. O nosso "eu", egocêntrico por natureza, quando não se entrega por si mesmo, diz: quero ser livre! "Rompamos os seus laços e sacudamos de nós as suas algemas!" Este "eu" declara a sua assim chamada individualidade. Mas estou profundamente convicto de que, quando o Senhor voltar, desejará nos encontrar – aqueles que são Seus – reunidos, como no dia de Pentecoste, quando veio o Espírito Santo sobre Seus discípulos: "Ao cumprir-se o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos no mesmo lugar." Tens comunhão com outros cristãos? E se no lugar em que você mora não há uma verdadeira comunhão de pessoas consagradas a Deus, por que você não deveria colocar sua casa à disposição para cultos e reuniões de oração? "Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa, e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração." Verdadeira comunhão com o Senhor, que conduz ao arrebatamento, se expressa visivelmente por meio de perseverante comunhão com outros filhos de Deus.

terça-feira, 5 de maio de 2009

O FLA X FLU da Igreja


A história da Igreja é repleta de episódios que nos fazem admirar muitos e refutar um outro tanto de pessoas que, na nossa analise, não souberam como lidar com a verdade do evangelho. Somos rápidos para eleger nossos heróis da Igreja, temos até um capitulo na bíblia que denominamos de os Heróis da Fé. Com muita facilidade descrevemos quem é e quem não é, quem fez e quem negligenciou. Essa atitude vem encobrir um aspecto mais profundo do que o simples, "Eles não entenderam o mover de Deus"! Percebemos que na história da Igreja, desde de sua origem, acontecia um fenômeno que vou chamar de Repressão Mútua das Gerações. Isso mesmo, parece que estamos num constante FLA X FLU. As vezes, somos a nova geração, mas ai aparecem outros e nos tornamos o antigo, o que era. Em um momento estávamos sendo o novo, mas depois somos apenas o que não conseguiu "mudar". Nessa situação temos duas posições. A primeira é dos que estão chegando, representando o novo. Geralmente vem com uma palavra de "revelação" da última novidade da Nova Jerusalém. Eles removem todos os marcos que foram colocados, dizendo que agora não precisamos mais disso. De outro lado temos os que eram a novidade, e perceberam que esse negocio de ser novidade passa mais rápido do que a sua condição de assimilar o fato de ser novidade. Os que representam o velho, podem até aceitar os novos, as vezes até politicamente, pois gostaram daquele tempo onde eles eram o novo, ou podem aceitar os novos como uma forma de dizerem, "Eu também já fui assim". De outro lado, esses chamados de novos ficam querendo encontrar suas raízes, mesmo que inicialmente refutaram o que hoje é chamado de velho. Derrepente, esse novo percebe que sua raiz ta no velho, e ele então, ou entra em crise, pois percebeu que não é tão novo assim, ou externa esse velho que mora no novo. Meu Deus, não tenho outra conclusão para esse artigo, senão que, precisamos desesperadamente entender o que Deus vem realizando em sua Igreja. Nos, como discípulos dessa geração precisamos discernir que existe um propósito eterno de Deus. A Igreja precisa olhar para as obras do Senhor e contemplar como Ele sabiamente orquestrou seu plano mestre, o qual é, nada mais nada menos, do que revelar seu amor a humanidade. Enquanto gastamos tempo no FLA X FLU evangélico, somos tentados a simplesmente provar que "eu sou o novo", ou talvez, "o velho é que é bom". E ai, perdemos uma grande oportunidade de trabalharmos em sintonia com o mover de Deus para nossa geração. Queridos, em Deus, como dizia Agostinho, não existe velho e não existe novo. Ao vivenciarmos algo para nosso tempo, estamos apenas provando da graça de Deus revelada para aquele momento. Não existem heróis, existem apenas discípulos de Jesus que ousaram vivenciar a presença de Deus em sua geração. E essa ousadia não está sozinha, ela está cercada de crises, valores, momentos, circunstancias que se tornaram parte da vida de quem ousou a ser o novo, que depois vira velho. Será que chamaríamos o que aconteceu com Davi de velho. Jamais! Porem, também não chamaria de novo, pois sempre existiu. Viver profeticamente é viver entendendo como Deus opera e como Ele está operando. Ser profético e saber de onde você foi retirado, onde você foi colocado e onde Deus te colocará. Muitos dizem que eu represento o novo, mas na verdade acho que represento o velho. Porém, isso não importa, o que importa é que sou alguém para Deus, e isso é que me da alegria, ou seja, ser alguém para Deus na minha geração. Novo, velho, isso já não importa mais.

Obediência

Realmente é impossível para a carne obedecer. E não é só obedecer a Deus, e sim obedecer a TODAS as autoridades que foram constituídas por Ele para que nos submetêssemos e que na maioria das vezes nos submetemos por livre e espontânea vontade. A desobediência é narrada na Bíblia como tendo conseqüências terríveis aos homens em várias passagens, assim como a obediência produz frutos de vida. Vamos analisar só um pouquinho. Por que desobedecemos? Porque enxergamos algum caminho diferente daquele que Deus, ou nossas autoridades querem que trilhemos, não é? Mas se foi mostrado aos nossos líderes, ou Deus quer nos mostrar o caminho a seguir, nós como cristãos temos que crucificar a carne, o que aliás é uma condição para mostrarmos sermos de Cristo como diz a Bíblia: “E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.” (Gl 5;24) e DEVEMOS ir contra a desobediência e trilharmos o caminho a nós mostrado. Quero partilhar com vocês a passagem de Tito 03. Gostaria que se possível você lesse esse texto, ele é bem pequeno, mas muito edificante. A Patmus se identifica muito com esse texto. “ver.3 Porque também nós éramos outrora insensatos, desobedientes..” E aí, logo em seguida no versículo 04 vem o MARAVILHOSO “MAS” ... E o texto continua “Apareceu a bondade de Deus, ... não em virtude de obras ... que nós houvéssemos feito, MAS segundo a Sua misericórdia” (vers.5) Não é por merecimento que recebemos todas as heranças a nós garantidas na Bíblia, mesmo porque, todos nós não o temos, e sim pela misericórdia de Deus, pelo Seu amor incondicional. Quando somos tocados por esse amor e por essa misericórdia, permitimos que nossa vida seja transformada pelo Seu poder, mudamos o rumo de nossos caminhos e obedecemos a Deus diretamente e também às autoridades aqui na Terra constituídas por Ele. Mas vamos fazer com que nosso espírito milite contra a carne na questão da obediência a Deus e aos líderes, tendo a certeza que a nós cabe apenas obedecer e NUNCA julgar ou discordar, esse é o papel de DEUS. E mesmo quando não estivermos conseguindo obedecer frente a alguma situação, devemos orar para que do céu nos venha a capacitação para isso, pois como é uma solicitação de Deus, Ele nos capacita para cumprirmos. Teriam muito mais coisas para relatarmos a respeito da obediência, mas por si só essa palavra traz para cada um uma “gama” de situações, então, se disponha a colocar sua vida perante Deus e buscar dEle o que você deve atentar e posicionar-se de maneira diferente! O importante é OBEDECER

RGP: Não vou ficar calado!

No último fim de semana participei do “maior evento gospel da América Latina”. As aspas servem para indicar que o evento, que mais pareceu um acidente de percurso da Igreja, não foi nem de longe o maior da cidade onde estava sendo realizado. Não querendo dramatizar a situação defini tudo o que vi como o maior fracasso dos últimos anos. E chamar de “fracasso” seria apenas o começo dos elogios.Pegamos o avião em Florianópolis e voamos para nosso destino. Alguns dos maiores nomes da área do louvor estariam lá. Alguns cantores gospel também. Esperava-se por volta de 700.00 pessoas. Quando chegamos ao local do evento nos espantamos ao ver as três estruturas de palco montadas. Som e iluminação de última geração. Quase 500 metros para se chegar aos palcos. Mais ou menos 150 seguranças só na parte de dentro. Mas a medida que passamos pela bilheteria em direção ao palco 1 começamos a perceber algo estranho no ar. Ninguém sabia quem era o organizador do evento, ninguém sabia quem iria ministrar, e a estrutura não era 30% daquela prometida em toda a propaganda feita. Enquanto alguns cantores não apareciam para ministrar, outros apareciam para se apresentar. Deu de tudo! E assim o evento foi decorrendo “normalmente” até que se chega o dia do encerramento: o grande sábado! Acordamos, saímos do hotel e seguimos em direção ao evento com grande expectativa de que Deus estivesse naquele “show”, vamos assim dizer, para fazer aquilo que não aconteceu nos dois dias anteriores. Quando chegamos no local vimos alguns “desesperados” tentando obter seu dinheiro de volta, já que o evento havia sido CANCELADO. Os organizadores, que até hoje sumidos estão sem dar explicações, simplesmente não conseguiram arcar com as despesas e decidiram ficar com o dinheiro dos ingressos que foram pagos antecipadamente. Soube até que o povo ameaçava “organizar” um quebra-quebra. Já que eram cristãos poderiam organizar um ora-ora, ou um arrepende-arrepende, ou talvez um confessa-confessa, já que toda esta situação certamente desagradou a Deus profundamente. Não sei o que havia no coração dos organizadores ou dos participantes deste evento. Seja lá o que foi, o nosso próximo ato como Igreja é se arrepender, dobrar os joelhos no chão e pedir misericórdia a Deus, por pensar que podíamos adorar a Ele na Torre de Babel. Uma grande lacuna foi deixada no mundo natural, que trará conseqüências no mundo espiritual. E todas estas falhas prestam um grande desserviço para a causa de Cristo, se confirmando quando ouvi de um policial lá no evento: “É, acho que os irmãozinhos fugiram com o dinheiro de vocês!”. É isso que o Diabo quer e foi isso que foi oferecido ao Inimigo de nossas almas no “maior evento gospel da América Latina”. Não posso deixar de citar alguns ministros que lutaram para levar o povo à adoração mesmo em meio a toda a confusão, continuem assim: Fernanda Brum, Ludmila Ferber, Roberto Marinho, Com. de Goiânia, Adhemar de Campos, e muitos outros. Vocês são exemplo e referencial para mim!

Se Jesus Voltasse Amanhã...


"E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras" (Ap 22.12).
Imaginemos Jesus voltando amanhã para buscar a Sua Igreja. Imaginemos ter exatamente 24 horas de prazo à nossa disposição. O que seria importante para nós nesse momento? Como usaríamos o tempo disponível?
No começo haveria uma grande agitação. Mas certamente cada um de nós rapidamente faria planos acerca do que ainda desejaria realizar na terra nessas últimas 24 horas.
Em primeiro lugar, todo crente se humilharia diante de Deus e confessaria todos os pecados que inquietam seu coração e pesam em sua consciência. Em seguida, iríamos rapidamente falar com todas as pessoas contra quem cometemos injustiças, pedindo-lhes perdão e procurando verdadeira reconciliação. Quando não fosse possível fazê-lo pessoalmente, telefonaríamos, escreveríamos ou mandaríamos um fax.
Para estar ainda mais bem preparado para o arrebatamento, certamente todo crente ainda haveria de pensar sobre as oportunidades de servir negligenciadas e tentaria recuperar as chances perdidas. Acima de tudo nos empenharíamos para que nossos parentes, amigos e vizinhos ouvissem um testemunho claro da nossa fé. Não mediríamos esforços e faríamos tudo para ganhar a sua atenção. Eles haveriam de perceber a nossa seriedade. E provavelmente nesse dia cada um de nós ganharia pelo menos uma pessoa para Jesus.
Então pensaríamos no nosso dinheiro, lastimando termos dado tão poucas ofertas para o reino de Deus. Sacaríamos as nossas cadernetas de poupança, distribuindo o dinheiro de maneira sensata onde houvesse necessidade. Nem em sonho alguém pensaria em desperdiçar tempo com divertimentos e lazer nesse dia.
A seguir iríamos para a última reunião de estudo bíblico e oração na igreja. O prédio seria pequeno demais para tanta gente. Muitos estariam de pé. Todos orariam sem envergonhar-se no meio da grande multidão ou em grupos menores. E quando chegasse a hora dos testemunhos, as pessoas não iriam parar de falar. Cada um contaria das suas experiências com Deus e relataria o que o Senhor fez por seu intermédio nesse dia. Certamente todos os testemunhos terminariam de maneira semelhante: "Eu lamento muito porque por tantos anos não vivi de maneira totalmente consagrada, que ajudei tão pouco na expansão do reino de Deus, que dei poucas ofertas, que quase não testemunhei a outros, e que raramente participei das reuniões de oração, porque pretensamente tinha coisas mais importantes a fazer. Espero que o Senhor ainda demore mais um pouco e só volte daqui a dois ou três anos! Então eu mudaria totalmente a minha vida! Gostaria tanto de produzir frutos para a eternidade, de juntar tesouros no céu".
Ninguém olharia para o relógio desejando que o culto acabasse logo.
É uma atitude absolutamente realista crer que Jesus poderá voltar amanhã. Todos os sinais do nosso tempo mostram que vivemos nos últimos dias. Mas talvez ainda nos restem exatamente esses dois ou três anos de prazo para trabalhar para o Senhor. Assim, nosso desejo de fato estaria realizado e ainda teríamos tempo para recuperar parte daquilo que negligenciamos. Comecemos hoje mesmo!

Nada a esconder, nada a temer?


Os Estados Unidos estão liderando a Europa e o restante do mundo em direção a uma nova era de vigilância. Na esteira dos atentados de setembro de 2001, os EUA têm produzido tecnologias de segurança que vão desde a coleta de dados nos aeroportos até sistemas de biometria para identificar os visitantes que chegam ao país. Essas tecnologias têm sido exportadas e adotadas ao redor do globo. Entretanto, enquanto a cultura americana libertária e antigovernamental talvez protegerá seus cidadãos dos piores excessos da vigilância das autoridades, os europeus poderão não ter a mesma sorte.

O público britânico, com sua confiança instintiva no governo, tem se mostrado indiferente diante do avanço da vigilância. Mais preocupado em se sentir seguro do que estar em segurança, ele não tem reagido aos relatórios do próprio governo que sugerem que a proliferação de câmaras de vigilância não teve "efeito sobre os crimes violentos" ou o terrorismo.

As atitudes européias com relação à privacidade variam muito, mas os europeus ocidentais tendem a suspeitar menos da autoridade governamental centralizada do que os americanos. Quando o governo dos EUA anunciou o programa US-VISIT, que exige que todos os estrangeiros que chegam ao país sejam fotografados, tenham suas impressões digitais coletadas e suas informações biométricas incluídas em um banco de dados, não houve protestos oficiais da França e da Alemanha, pois ambos os países já estão planejando coletar as impressões digitais de quem solicitar um visto de entrada. O Brasil, em contraste, retaliou, impondo a identificação de visitantes americanos.

A deferência maior dos europeus à autoridade governamental levou países como a Alemanha e a Grã-Bretanha a adotar medidas de vigilância após 11/9/2001 que, de certa forma, foram além das normas impostas pelos EUA. Em 2002, por exemplo, a Alemanha aprovou uma lei que autoriza o governo a criar um banco de dados centralizado com informações pessoais sobre estrangeiros, incluindo suas impressões digitais e sua filiação religiosa. A lei também autoriza a inclusão de dados biométricos, como impressões digitais, nas cédulas de identidade dos alemães. Além disso, ela apóia explicitamente a coleta de dados em ampla escala, exigindo que as agências governamentais repassem os dados pessoais à polícia federal.

Na Grã-Bretanha, onde se é ainda menos desconfiado com a vigilância governamental do que na Alemanha, devido à experiência diferente com relação ao fascismo e ao comunismo, o aumento do poder de vigilância tem sido maior. Leis antiterroristas aprovadas em 2000 e 2001 permitem que a polícia prenda sem mandato quaisquer pessoas suspeitas de terrorismo. Elas podem ficar detidas durante 48 horas sem direito à presença de um advogado. A polícia também pode tirar impressões digitais, fotografar e procurar sinais característicos no corpo dos suspeitos sem o consentimento destes. Qualquer estrangeiro suspeito de terrorismo pode ser detido por tempo indeterminado sem julgamento. (Newsweek, edição européia)

Quando lemos artigos sobre segurança internacional e combate ao terrorismo, devemos ter em mente duas palavras: "controle" e "identificação". Se formos realistas, concluiremos que esses procedimentos de segurança são praticamente inúteis. Os terroristas conhecem como eles funcionam e simplesmente procuram por alguma falha inevitável no esquema para escaparem da identificação.

O terrorismo sempre está um passo à frente, apesar dos governos prometerem proteção aos cidadãos. Os ataques de 11 de setembro nos EUA revelaram a completa falha de todo o sistema. Parece que a maioria não percebe que a tecnologia teve pouca relação com os atos terroristas, que foram cometidos utilizando estiletes como armas. Tais atentados poderiam ser repetidos? Terroristas que atenderem a todas as exigências de segurança podem embarcar num avião e dominar a tripulação, inutilizando completamente toda a sofisticada tecnologia implantada em nome da proteção contra atentados.

Portanto, a questão é: qual a verdadeira razão da preocupação global com a segurança? Ela é cada vez mais destacada para que se cumpram as profecias bíblicas! Os cidadãos de todos os países estão sendo educados para se submeterem a esses procedimentos. Realizando-os, os governos ganham experiência na coleta de informações pessoais e, finalmente, poderão implantar o controle total sobre os indivíduos. Não importa a nação em que vivemos e o tipo de governo que temos – no final das contas se cumprirá o que Apocalipse 13.16 diz sobre a marca da besta

Pérolas Diárias

"Pela fé peregrinou... em terra alheia." Hebreus 11.9


Você que anseia por seguir decididamente o caminho do Cordeiro não deve se surpreender se seu caminho se tornar solitário. Como renascido, você não é mais um estrangeiro aos olhos de Deus, mas concidadão dos santos e da família de Deus. Sua vida está oculta com Cristo em Deus. E o inverso desse maravilhoso fato espiritual é que você, sobre a terra, se torna cada vez mais um estranho e forasteiro. Quanto mais íntima for sua comunhão com o Senhor, tanto maior rejeição você experimentará da parte do mundo que está impregnado pelo espírito anticristão. O caminho do discipulado de Jesus é muito estreito. Nele um caráter que faz concessões, todo e qualquer fardo mundano e até o próprio "eu" não têm espaço. Este caminho estreito também nos separa interiormente de parentes e amigos que não concordam com ele. Mas é o único caminho que conduz ao encontro de Jesus nas nuvens do céu. Assim, somos forasteiros como Abraão, e com alegre esperança olhamos para o dia em que Jesus voltará. Jesus aparecerá – talvez hoje – repentinamente – no céu, e nos transformará e arrebatará para si, nós, os que estivermos vivos sobre a terra. Você também participará deste glorioso acontecimento?

sábado, 2 de maio de 2009

Obediencia - A importancia de obedecer aos pais...

Honra a teu pai e a tua mãe, como o senhor teu Deus te ordenou, para que se prolonguem os teus dias, e para que te vá bem na terra que o Senhor teu Deus te dá.
Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais; porque isto é agradável ao Senhor.
Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra.

Na cadeia de comando, ou melhor, no governo de Deus sobre a família cada componente tem as suas responsabilidades. Ao homem é atribuído amar a sua esposa, como Cristo amou a Igreja. Cabe a ele portanto protege-la. O marido e pai é o principal provedor de sua família, é o sacerdote em seu lar. A esposa, por sua vez é a sua parceira que está do seu lado debaixo de sua autoridade. Uma autoridade que é delegada por Deus. A seguir vem os filhos e estes devem reconhecer a autoridade de seus pais sobre suas vidas e obedecê-los.Eu sei que estar debaixo de autoridade é tremendamente complicado, porém no caso da família, se o filho não souber receber ordens de seus progenitores, dificilmente saberá exercer situações de comando no futuro, em relação aos seus próprios filhos. É incrível como o desrespeito pelos pais, atingem conseqüências tremendas. É só abrir as paginas dos jornais, ou ficar alguns minutos diante de um noticiário da TV, para sentirmos de perto a gravidade do problema. São inúmeros casos de violência no seio da família, principalmente filhos brigando ou até tirando a vida de seus pais. São meninos e meninas, adolescentes, jovens que se enveredam para o mundo das drogas e que fazem de seus pais, seus principais inimigos.Estamos vivendo dias maus, profetizado pelo próprio Jesus Cristo. Ele nos fala em sua Palavra. Que em nossos dias, estaríamos presenciando uma guerra na família sem precedentes. É bem certo que uma parte da responsabilidade está com os pais, que não exerceram a sua autoridade, em relação a sues filhos, quando estes ainda eram pequenos. A criança cresce, muitas vezes em meio de gritarias, palavrões, desrespeito, em meio a cobranças e maus tratos, do que debaixo de disciplina e instrução na Palavra de Deus. Quando chegam a fase de pré-adolescência, resolvem sair de casa, escolhendo o caminho da marginalidade. O que devemos observar, é que independentemente do tipo de criação, que se receba nesta vida, os pais devem ser respeitados e honrados. A Bíblia nos diz que devemos honrar os nossos pais, porque é um mandamento. Isto quer dizer, que temos o dever de honrá-los e respeitaí-los. É uma ordem direta e clara, da parte de Deus aos filhos. A não observância da Palavra implica em conseqüências tristes para o filho desobediente.

Que conseqüências são estas? - A importancia de obedecer os pais

Quando os filhos são desobedientes a seus pais, eles ficam totalmente desprotegidos, quanto as promessas de Deus, no que diz respeito a sua estabilidade física, moral, emocional e espiritual aqui na terra e na eternidade. Porque os filhos que desobedecem a seus pais, os seus dias são abreviados na terra. Em outras palavras. Os filhos que desobedecem, vivem pouco, morrem cedo. São inúmeros casos registrados em delegacias de policia no Brasil e no mundo de tragédias na família decorridos da desobediência por parte dos filhos. Se você é filho e está lendo esta mensagem, eu gostaria de ter a liberdade de passar pra você algumas dicas, de como melhorar o relacionamento com os seus pais.1. Ouça sempre, a voz da experiênciaIsto quer dizer, que a estrada que você está passando nesta vida, os seus pais já passaram por ela e eles sabem melhor do que você os perigos da mesma. Pode acreditar. Eles sabem com detalhes o caminho que lhe trará segurança. Ouvi-los é sinal de que você é uma pessoa sábia. Veja o que a Bíblia diz a respeito:Pv. 4:1 Ouvi, filhos, a instrução do pai, e estai atentos para conhecerdes o entendimento.Pv. 17:6 Coroa dos velhos são os filhos dos filhos; e a glória dos filhos são seus pais. 2. Nunca, em hipótese nenhuma, levante a voz, desrespeite ou desonre os seus pais. Tenha sempre uma atitude de humilde, de respeito, de tolerância, principalmente se eles ainda não entregaram as suas vidas ao Senhor Jesus Cristo. O seu testemunho deve ficar sempre em alta na família, se você é cristão.3. O diálogo é o melhor caminhoEntenda que por você, ainda que adolescente ou jovem, muitas mudanças estão acontecendo em sua vida, em sua mente, e principalmente em suas emoções, na sua maneira de ver as coisas, enquanto que os seus pais já não estão tão abertos para novas mudanças. 4. você é especial para os seus pais.Lembre-se: por mais difícil que possa ser o relacionamento entre vocês. Eles querem que o melhor aconteça em sua vida, porque eles o(a) ama e algumas vezes não sabe muito bem expressar este amor.Tente ver a vida na ótica de seus pais, pois aí você sentirá um pouco que a vida não é feita só de alegrias e bons momentos, mas também de tristezas e traumas que precisam ser tratados a luz da presença de Deus.5. Peça perdão sempre que errar contra eles.Você nunca deverá conciliar o seu sono a noite, deixando o seu pai ou a sua mãe magoados.6. Diga pra Deus, que de hoje em diante você vai procurar ser um filho obediente e temente ao Senhor.Agora, uma palavra especial para você filho(a), que espera ver mudanças na atitude, no comportamento, de seus pais para com você. Preste atenção: Você pode ter todas as razões do mundo para odiar os seus pais. Quem sabe você foi maltratado(a) ou até mesmo violentado(a) por seus pais em seu corpo, em sua alma, em sua mente. Lembre-se Deus o(a) ama e entende a sua dor, os seus sofrimentos, os seus traumas emocionais e quer libertá-lo(a) totalmente; Porém um detalhe você não pode e nem deve esquecer: Segundo a Bíblia que a Palavra de Deus, a vingança não pertence a você, pertence a Deus. Deixe que a justiça de Deus trate desta situação. Com certeza a justiça dos homens dará o seu parecer, mas eu não gostaria de ficar na pele de um pai ou mãe que comente tal barbaridade, quando julgado e condenado pelo próprio Deus.O que você tem a fazer é encher o seu coração de esperança, e fé e olhar para o futuro. Tirar toda a magoa, rancor do coração e lembre-se, você não poderá fazer isto sozinho(a) Sozinho você não consegue se libertar. Jesus Cristo precisa estar dentro de você, curando todas as suas feridas, traumas, seqüelas, mas para isto você deve permitir a participação Dele(Jesus) em sua vida.Como está o seu relacionamento com os seus pais? Como é que você gostaria que eles te tratasse? A Bíblia faz uma declaração interessante: Se for possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens. (Rm. 12:18) Você está disposto a levantar a bandeira da paz? Você está disposto a caminhar na direção de seus pais, abraçá-los e pedir perdão e mudar para melhor a sua vida?O quinto mandamento diz: Honra o teu pai e a tua mãe, como o Senhor te ordenou, para que se prolonguem os teus dias e para que te vá bem na terra que o Senhor teu Deus te dá. (Dt.5:16) O Senhor quer que você viva nesta terra feliz e abençoado, honrando, respeitando e acatando as orientações daqueles que Deus colocou em sua vida para ajudá-lo(a), seu pais

Jovens: Liberdade X Libertinagem

Trabalho com jovens em minha igreja e sempre me deparo com assuntos pertinentes à juventude, pensando nisso achei propício falarmos sobre algo que está totalmente associado a esta fase da vida: "LIBERDADE"
Os jovens de maneira geral sonham com a liberdade, talvez por tratar-se de uma fase de transição onde estamos deixando de ser crianças, dependente do controle dos pais, e começamos a seguir o nossos próprios caminhos, a fazer nossas próprias escolhas.

Tenho visto muitos jovens se enveredando por caminhos errados por não terem um equilibrío e confundirem o conceito de liberdade e libertinagem, que diga-se de passagem, são coisas bem diferentes. Vejamos então os conceitos de liberdade e libertinagem:
Liberdade: Ato de uma pessoa poder dispor de si, fazendo ou deixando de fazer por seu livre arbítrio (resolução dependente apenas da vontade) qualquer coisa; gozo dos direitos do homem livre; independência; autonomia; permissão; Libertinagem: Devassidão; vida de libertino; os libertinos (ímpios).

Algumas pessoas da sociedade e principalmente os meios de comunicação tem colaborado com a difusão desses conceitos distorcidos de uma liberdade totalmente permissiva, onde tudo é possível, onde você pode experimentar de tudo e fazer o que quiser de sua vida.
Se pararmos um pouco diante da TV, perceberemos logo que qualquer produto que o consumo seja destinado ao público jovem estará sempre ligado a uma imagem que nos remete a essa suposta "liberdade". Me refiro a "suposta", porque na maioria das vezes essa liberdade não é verdadeira, muito pelo contrário, são meios de nos tornarem cada vez mais prisionaieros, dependentes do consumo de marcas, produtos, para então sermos aceitos no convívio social e nos sentirmos capazes de ser livres para estar em qualquer lugar ou fazer qualquer coisa.

O que o mundo tenta nos oferecer como liberdade é, na verdade, a pior escravidão imaginável. Basta vermos os altos índices de jovens que se dizem livres e independentes, entregues ao consumo desenfreado de drogas, bebidas, moças dependentes de inibidores de apetites, rapazes entregues ao uso de anabolizantes, promiscuidade e doenças por conta do sexo "livre".


Em 2 Pedro 2: 17-19 temos a definição do que vem a ser essa falsa liberdade “Estas são fontes sem água, névoas impelidas pela tempestade, para os quais está reservada a escuridão das trevas eternamente. Pois preferem palavras arrogantes de vaidade, e nas concupiscências da carne engodam com dissoluções aqueles que estavam prestes a fugir dos que andam no erro. Prometendo-lhes liberdade, sendo eles escravos da corrupção; porque de quem um homem é vencido, do mesmo é feito escravo.”
Sim, essa é a falsa liberdade. Mas graças damos a Deus que nos fez verdadeiramente LIVRES através de Seu filho Jesus Cristo! “Cristo nos libertou para que sejamos de fato livres. Estais, pois, firmes e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da escravidão.” (Gálatas 5- 1)
Nós, jovens, geração eleita do Senhor, não podemos ser passivos diante dessa realidade de libertinagem imposta pelo mundo, precisamos estar munidos para o combate e a nossa arma é a Palavra de Deus, essa sim, é a verdade que nos torna LIVRES! “Então conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” (João 8- 32)

Nós somos a luz do mundo, o Espírito Santo está sobre nós. Ao contrário do que o mundo acha, nós somos livres sim, livres do pecado, livres para renunciar tudo que não agrada a Deus. "Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade." 2 Coríntios 3-17

Fomos LIVRES pelo poder do sangue de Jesus, e como jovens livres, santos, separados temos que viver o que está escrito em Isaías 61- 1 "O Espírito do Senhor Deus está sobre mim; porque o Senhor me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos;" e Lucas 4- 19 "A pregar liberdade aos cativos, E restauração da vista aos cegos, A pôr em liberdade os oprimidos, a anunciar o ano aceitável do SENHOR."
SIM, hoje somos LIVRES, para saltar as muralhas do pecado que antes nos afastavam da presença de Deus e viver uma vida plena na presença do Senhor!

Comemore hoje mesmo a sua LIBERDADE, não a que o mundo dá, mas a verdeira LIBERDADE, que só encontramos em Cristo Jesus!

sexta-feira, 1 de maio de 2009

VIRGINDADE NÃO É OPÇÃO... É BENÇÃO!

Aliança é uma das coisas mais importantes no relacionamento entre duas pessoas do sexo oposto. Quando falo em aliança, não estou me referindo ao anel de ouro que nossos pais usam. O anel é um símbolo desse pacto, mas A aliança em si é a decisão de que eu vou amar essa pessoa pelo resto da minha vida. Nada, além da morte, pode quebrar uma aliança. Ela não pode ser desfeita. E a sua origem está na aliança que Deus fez e continua mantendo com o seu povo, de que Ele nunca nos deixará. Ele nunca nos abandonará (Hebreus 13:5). Ela é inquebrável. E é por isso que está em extinção nos dias de hoje. Com os divórcios e separações, a aliança tornou-se quebrável, clausurável, e discutível, tornando-se um mero contrato.Agora, onde entra a virgindade nisso tudo? O que o fato de me guardar virgem até o meu casamento tem a ver com a aliança? É aí que está uma das coisas mais belas e tremendas que eu ainda não tinha percebido. Se você está por dentro das histórias da Bíblia, sempre que alguém fazia uma aliança com Deus, havia um derramamento de sangue, um animal era morto. Era o símbolo da obediência ao Senhor. Na aliança que Deus estabeleceu conosco, o sacrifício e o derramamento de sangue foram de Jesus, o que nos deu a certeza de que Deus nunca nos deixará, porque Ele deu seu único Filho para morrer por nós. Pensando nisso, você já imaginou o porquê da virgindade ser tão importante para nós? Quando o rapaz e a moça se guardam sexualmente até a noite de núpcias e têm sua primeira relação sexual, eles estão selando a aliança com Deus (a da obediência) e a aliança que fizeram um com o outro, não com sacrifício, mas com prazer, já que Jesus veio sacrificar-se em nosso lugar.Por isso, quando a Palavra nos adverte a nos guardarmos sexualmente puros, ao contrário do que muita gente pensa, Deus não está querendo "cortar o barato", e sim, nos garantir o desfrute de uma bênção muito maior. Existe benção por trás de uma aliança verdadeira. Existe benção por trás da virgindade. E ela deve ser considerada uma das coisas mais importantes em sua vida. Uma vez que você a perde, ela não mais será restituída fisicamente. Se você perde-la na hora errada, mesmo que depois receba o perdão de Deus, ainda assim ela não será trazida de volta. Sua virgindade é sua jóia preciosa, deve ser guardada e protegida como tal.Sei que hoje a coisa mais comum num namoro é transar e, por isso, manter-se puro sexualmente é muito difícil. Mas ser homem ou mulher "de verdade" não depende de quantas vezes a gente vai para a cama, mas está inteiramente ligado à nossa determinação e firmeza de dizer não.Agora, uma palavrinha especial para os rapazes. Vocês sabiam que foram criados para serem os protetores e defensores da pureza? Infelizmente, hoje em dia, muitos homens e rapazes são considerados os violentadores. E não são só os estupradores não. Muitos namorados forçam a namorada a perder a virgindade, não com violência física, mas moral. Essa não foi a função designada por Deus prá você. Na criação, a função do homem é proteger a mulher. Paulo recomendou a Timóteo que tratasse as moças com toda pureza, como irmãs (I Timóteo 5:2). E é assim que você deve agir.Não se deixe levar pelas mentiras sobre o amor e sexo, de que se você ama, transa, e se não transa, é fraco ou covarde. Creia que dizer não aos seus desejos é uma forma de já demonstrar amor para seu futuro marido ou futura esposa, com quem você irá selar uma aliança estabelecida por Deus."O verdadeiro amor é paciente, é benigno, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses; o verdadeiro amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta" (1Cor 13:4-7).

CHAMADO DA JUVENTUDE


Temos como objetivo restituir a idéia e o chamado de santidade na mente de cada jovem e adolescente.Santidade hoje em dia é algo considerado antigo, ultrapassado, descartável. Porque, esta, foi associada à ser cafona, brega, chato, não viver a vida, não poder desfrutar do que é "bom", e viver preso no "mundo do não", trazendo um sentimento sombrio, negativo e extremamente cansativo.Em primeiro lugar, moda, estilos, gírias, linguagens podem sim ser ultrapassadas, porém, ser santo não é algo carnal e almático e sim totalmente espiritual: "Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espíritode Deus, porque para ele são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente." I Coríntios 2:14, um chamado onde sua definição não é estabelecida a cada década e sim é respeitada, observada e vivida à luzda palavra.Em segundo lugar, os "inimigos" da santidade reposicionaram na mente humana a idéia de santidade como se fosse uma mulher velha, séria, de preferência de óculos, sem um único sorriso... mas a santidade não está associada à aparência morta, até porque a palavra de Deus diz que o coração alegre formoseia o rosto. E se santidade é um chamado,entendemos que quando o cumprimos em um propósito, tornamo-nos jovens satisfeitos e os mais felizes da face da terra.Aparência sem um coração santo gera hipocrisia, assim como um coração renovado sem mudanças interiores gera um emocionalismo. Porém, santidade gera equilíbrio!E em último lugar, santidade gera prazer, porque você sai do mundo do não (não pode isso, não pode aquilo) e entra no mundo do sim, sim de Deus, onde se gera: liberdade, plenitude, cura, libertação, salvação, alegria e uma pureza irresistível, "santidade à flor da pele". Esse é o padrão de ser feliz onde você se encaixa!Deus quer reposicionar essa "velha idéia" em seu coração.Vista essa camisa! Deus trará uma revolução de santidade através de você!

Eu quero é me Divertir


Muitas vezes tenho certeza que você já ouviu esta frase: "A vida é passageira eu quero é me divertir", realmente a vida é passageira mas quem sabe o nosso destino é Deus e muitos jovens interpretam esta frase de forma errada.Para muitos o fato da vida ser passageira requer que eles dediquem às ilusões do mundo sair para festas diariamente, ficar com muitas meninas e meninos sem compromisso nenhum, prostituir, usar drogas, ingerir bebidas alcoólicas e outras coisas mais. Na verdade estes jovens pensam que estão se divertindo mas na verdade estão sendo usados como escravos do diabo, todos nós sabemos que o diabo veio para matar, roubar e destruir é isto o que ele quer realmente desses jovens que não conhecem ou ignoram a palavra de Deus. Pois as drogas, as bebidas, levam a depêndencia orgânica gerando o vício e para alimentar este vício muitos vão roubar e matar, entederam porque acabam virando escravos do diabo.
As Adolescentes acabam engravidando perdendo assim a sua juventude, vivem de ilusões e acabam sozinhas no futuro e seus Pais muitas vezes acabam tendo que criar os filhos das suas filhas e quando isto não acontece muitas meninas acabam praticando algum tipo de aborto ou quando os seus filhos nascem acabam os abandonando.
Viu como existe vários tipos de escravidão as pessoas não conseguem enxergar e dar lugar para Deus agir em suas vidas, e muitas vezes são capazes de dizer que Deus não existe. Mas será que Deus não existe para você ou simplesmente você não deu a Deus a oportunidade de agir em sua Vida.
Lendo está reflexão muitos podem pensar que quem escreveu esse texto foi um velho que aproveitou muito a sua juventude e hoje quer da uma de santo, errado pois quem escreveu este texto foi eu, um jovem de 20 anos que no alge da sua juventude sempre soube disser não: Não as Drogas, Não a Prostituição, Não a Escravidão. E também soube disser sim: Sim a Jesus, Sim a Vida, Sim a Salvação.
Amigos: Você pensa que tem, enquanto você tem dinheiro muitos dizem que são seus Amigos mas basta o dinheiro acabar e procurará e não achará a nenhum. Amigo Verdadeiro é Deus ele nunca te abandona nos momentos mais difíceis da sua vida você vai pensar que está sozinho mas não está Deus está ao seu lado, Pense onde há luta é porque Deus se faz presente basta você dar lugar para ele agir em sua vida e verá a grandeza de Deus. Mude o seu comportamento de hoje em diante arrependa dos seus atos e busque a Deus de coração e concerteza você verá a diferença sua vida vai mudar para melhor.
Por que o Senhor é bom, e eterna é a sua misericórdia; e a sua verdade dura de geração em geração.
Salmo 100: 05

10 Super Dicas aos Adolescentes Cristãos


1. Não namore por lazer: namoro não é passatempo e o cristão consciente deve encarar o namoro como uma etapa importante e básica para um relacionamento duradouro e feliz. Casamentos sólidos decorrem de namoros bem ajustados.
2. Não se prenda em um jugo desigual (II Co 6:14-18): iniciar um namoro com alguém que não tem temor a Deus e não é uma nova criatura pode resultar em um casamento equivocado. E atenção: mesmo pessoas que freqüentam igrejas evangélicas podem não ser verdadeiros convertidos ou não levarem o relacionamento com Deus a sério.
3. Imponha limites no relacionamento: o namoro moderno, segundo o ponto de vista dos incrédulos, está deformado e nele intimidade sexual ou práticas que levam a uma intimidade cada vez maior são normais, mas o namoro do cristão não deve ser assim, o que nos leva ao próximo mandamento.
4. Diga não ao sexo: Deus criou o sexo para ser praticado entre duas pessoas que se amam e têm entre si um compromisso permanente. É uma bênção para ser desfrutada plenamente dentro do casamento; fora dele é impureza.
5. Promova o diálogo e a comunicação: conversar é essencial, estabeleça uma comunicação constante, franca e direta e não evite conversar sobre qualquer assunto.
6. Cultive o romantismo: a convivência a dois deve ser marcada por gentileza, cordialidade e romantismo. Isso não é cafona, nem é coisa do passado e traz brilho ao relacionamento.
7. Mantenha a dignidade e o respeito: o namoro equilibrado tem um tratamento recíproco de dignidade, respeito e valorização. O respeito é imprescindível para um compromisso respeitoso e duradouro. Desrespeito é falta de amor.
8. Pratique a fidelidade: infidelidade no namoro leva à infidelidade no casamento. Fidelidade é elemento imprescindível em qualquer tipo de relacionamento coerente à vontade de Deus, que abomina a leviandade.
9. Assuma publicamente seu relacionamento: uma pessoa madura e coerente com a vontade de Deus não precisa e nem deve lutar contra seus sentimentos ou escondê-los.
10. Forme um triângulo amoroso: namoro realmente cristão só é bom a três: o casal e Deus. Ele deve ser o centro e o objetivo do namoro.

Princípios para um Namoro Cristão




O namoro cristão é uma preparação. Um período extremamente importante na vida de dois jovens cristãos e de muitas responsabilidades. Representa um período de transição entre dois jovens ou adultos, um homem e uma mulher, crentes no Senhor Jesus Cristo, sendo que ambos devem ter um bom nível de maturidade. Ambos mantém um bom ritmo de comunicação, sendo através deste relacionamento orientados e preparados por Deus para um futuro casamento. Namoro cristão deve sempre visar o casamento. Um namoro que não tem como alvo um futuro casamento, sequer deve ser iniciado.
Embora o desejo seja que ambos se tornem íntimos em seu relacionamento, isso não quer dizer liberdade no aspecto físico e muito menos liberdade sexual entre o casal de namorados. A relação sexual está destinada a ser desfrutada apenas entre pessoas devidamente casadas (Hebreus 13.4; Gênesis 2.24; Cantares de Salomão 4.12; 1Tessalonicenses 4.3-5; Colossenses 3.5-6; 1Coríntios 6.15-20; 1Timóteo 5.22; 2Timóteo 2.22).
Este é um período de conhecimento mútuo, conhecimento da alma, do coração, nunca do físico um do outro. O aspecto físico está destinado para depois do casamento. Portanto, exige disciplina própria, vigilância constante. É um tempo onde se obtém oportunidade de duas personalidades diferentes se harmonizarem, conhecerem um ao outro. Comunhão espiritual é fator primordial. Lembre-se que quanto mais próximo cada um estiver de Deus, mais próximo estarão um do outro. Este período também serve para confirmar a perfeita vontade de Deus para a vida de ambos.

O padrão de Deus para um namoro bem sucedido é este:
1) Espiritual – forte. Deus em primeiro lugar, nunca seu namorado (a).
2) Vontade, emoções e mente dentro do plano de Deus.
3) Corpo (físico) – sob controle.

Quando um namoro está fora do padrão de Deus, o que acontece é justamente o contrário:
1) Espiritual – fraco. A sensibilidade espiritual está cauterizada.
2) Emoções, vontade e mente – descontrolada.
3) Físico – sensual.

Portanto, fora do padrão de Deus ocorre que o lado espiritual fica cauterizado; a mente, a vontade e as emoções raciocinam de forma sensual e o físico fica corrupto.
Uma pergunta séria a se pensar: A vontade de Deus é mais importante que o seu namoro?

Como Começar um Namoro Cristão? - Princípios para um Namoro Cristão

Alguns aspectos são importantes para um começo no namoro cristão. Geralmente não sou de estabelecer uma idade certa para alguém namorar. Antigamente isso era o costume, hoje com o decorrer dos tempos e uma mudança na cultura não se faz mais tal coisa. Porém, ainda assim, existem pais que estabelecem uma determinada idade para que seus filhos venham a poder namorar. Eu creio que isso é benéfico e sábio por parte dos pais, mas não uma exigência. Vejamos alguns requisitos importantes para se começar um namoro:

  • Salvação. Ambos os jovens ou adultos devem ser verdadeiramente salvos, ou seja, ambos já devem ter aceitado a Jesus Cristo como seu único Senhor e Salvador pessoal (João 3.16; Lucas 19.10; Romanos 10.9-10).
  • Maturidade física e Espiritual. Não devem ser crianças, pois maturidade é importante e essencial no relacionamento entre duas pessoas (Efésios 4.13; 1Coríntios 14.20).
  • Comunhão com Deus. Primeiramente Deus deve estar sendo uma fonte de luz em sua vida, uma fonte de vigor espiritual. Se não tiver comunhão com Deus, nunca será abençoado em qualquer tipo de relacionamento (1João 1.6-7).
  • O rapaz inicia. Em nosso tempo moderno é "comum" uma moça querer iniciar um namoro. Mas isso fere o princípio bíblico. Mesmo num namoro, o rapaz é o líder, é ele quem deve iniciar, é ele quem deve pedir à moça para namorar.
  • Permissão dos pais. Ambos os pais dos pretendentes devem estar de acordo com o namoro. Isso demonstra confiança e honra dos filhos para com seus pais. Um namoro onde os pais não apóiam, geralmente resulta em muitas dificuldades. Isso não significa que os pais são a autoridade final no namoro, significa que estão querendo a bênção paterna para o relacionamento.
  • Apoio do seu pastor. Isso é importante e muitas vezes negligenciado pelos cristãos. O pastor de ambos deve apoiar e dar sua bênção. Pode ser que pastor veja coisas que eles não estão vendo e por isso é importante receber o apoio, o conselho deste servo de Deus.
  • Comunicação e visitas. Deve-se procurar estabelecer um determinado ritmo nas visitas por parte do rapaz à casa da moça. É claro que não todos os dias. Estabelecer uma boa comunicação entre ambos.
  • Confiança dos pais. No decorrer do namoro, deve procurar ganhar e manter a confiança dos pais. Verificar como é a relação entre a pessoa e seus pais. Procurar ser sensível para qualquer mudança.

Como Continuar um Namoro Cristão? - Princípios para um Namoro Cristão

  1. O interesse deve estar voltado para a personalidade da pessoa, a parte imaterial. É importante que isso esteja bem claro na mente dos namorados.
  2. O interesse deve ser estabelecido na parte espiritual da pessoa, não em seu corpo físico, não no dinheiro que o outro tem, não no carro, na casa, na popularidade, na beleza, etc. A parte espiritual é a mais importante sobre todas. Mais uma vez: quanto mais próximos estiverem de Deus, mais próximos estarão um do outro. O contrário também é verdadeiro: quanto mais longe estiverem de Deus, mais longe ficarão um do outro.
  3. Reconheça que cada cristão é chamado de propriedade particular, pessoal, peculiar de Deus (1Pedro 2.9). O namorado que não respeita tal fato está desrespeito os princípios de Deus e desrespeitando o próprio Deus, bem como a pessoa, a família dela, a Palavra de Deus e o futuro casamento.
  4. Evitar contato físico exagerado. Todo namorado gosta de receber um carinho, beijos e abraços. Porém, deve-se parar por aqui. Procure a todo custo evitar continuar os avanços físicos, como tocar em outras partes do corpo da moça, por exemplo. Isso pode provocar desejos sexuais que não pode ser satisfeito devidamente antes do casamento (1Tessalonicenses 4.3-8; 1Coríntios 7).
  5. Existem condições onde a frequência de visitas deve ser limitada. Isso exige paciência por parte de ambos. Algumas vezes a saúde, doença, serviço militar, estudos, trabalhos, deveres pessoais impedem que estejam juntos. Sejam pacientes nessas horas.
  6. Cautela com o modo de vestir, cautela em sua conversa, cautela em seu comportamento e mesmo nos gestos. Lembre-se de semear um ambiente agradável em que vale a pena estarem juntos.
  7. Evitar ficar sozinhos em ambientes fechados e por muito tempo. Procure estar em atividades com outros jovens, ou seja, procure envolver seus amigos em suas atividades.

Conselhos Práticos - Princípios para um Namoro Cristão


  • Nunca case com alguém que não seja cristão (2Coríntios 6.14-18; Amós 3.3).
  • Ore para a escolha de Deus (Salmo 37.5; Provérbios 3.6).
  • Evite casar sob pressão (Romanos 12.1-2). Não case pensando que sua vida se endireitará depois do casamento. Não case com alguém pelo qual não tenha respeito.
  • Não case cedo demais ou de repente (Tiago 1.4-5). Procure ver sua relação com Deus, os hábitos da pessoa, os pais, o modo de vida.
  • Não case tendo uma perspectiva errada do sexo (Gálatas 5.16-25). Alguns casam para desfrutar do sexo, mas casamento não é apenas sexo, muito mais está envolvido.
  • Casamento é para sempre, ou seja, "até que a morte os separe" (Gênesis 2.24; Romanos 7.1-3; Mateus 19.6).

NAMORO, NOIVADO E CASAMENTO


Quanto ao namoro, é importante observarmos alguns pontos de suma importância. O jovem deve orar, esperar em Deus, orar, pedir o consentimento dos pais dele e da moça e para o seu líder espiritual (Pastor, Bispo, etc...) e só assim terá a benção do Senhor.
Observamos o exemplo de Sansão que não obedeceu a seus pais e vemos o triste fim de Sansão (Juízes 14).
Outro pensamento errado é o de não comunicar o seu líder espiritual e depois de estar com uma gravidez indesejada ou adquirir uma doença venérea vai correndo procurar seu líder que nem sabia que ela ou ele, estavam namorando. Desde a era patriarcal os líderes abençoaram os relacionamentos. E muitos queimam etapas e segue o modismos de nem casar mais, e “juntam os trapos” e vão morar juntos, por que só restam trapos.
Em II Cor.6.14 “Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? ou que comunhão tem a luz com as trevas?” 15 Que harmonia há entre Cristo e Belial? ou que parte tem o crente com o incrédulo?
A mentira de Satanás é que ele vai se converter depois e isto na maioria dos casos acontece o inverso. Em I Cor.7.16 “Pois, como sabes tu, ó mulher, se salvarás teu marido? ou, como sabes tu, ó marido, se salvarás tua mulher?”
Queridos, antes de casar pense bem no que tratamos acima, pois deve ser para vida toda, este negócio de “ficar” (gíria de curtir uma balada ao lado de uma outra pessoa do sexo oposto) não tem a benção de seus pais, de seu líder espiritual e tão pouco do Senhor. I Cor.7. 39 “A mulher está ligada enquanto o marido vive; mas se falecer o marido, fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.” (qualquer dúvida leia o artigo divórcio)
O Senhor é quem te supre e lhe renova, ainda há tempo de se arrepender e fazer o certo e viver a vida de um vencedor. Salm.103.5 “quem te supre de todo o bem, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia.”